O crescimento constante do mercado de brinquedos sexuais

A possibilidade de poder ter tudo à distância através de um clique, uma maravilha disponibilizada pela internet nos últimos 20 anos, certamente influenciou a vida de todas as pessoas, em diferentes áreas.

Sem ir muito longe, você tem à sua disposição uma gama de produtos para os quais só tem de introduzir os seus dados bancários, o endereço para envio e depois aguardar a entrega no conforto da sua casa. Desta forma, mesmo as lojas online especializadas em determinados setores vão ganhando espaço, o volume de negócios aumenta também de coisas que são de outra forma “nicho”, com um volume de procura e oferta muito menor se a compra online não estivesse disponível.

O mercado de brinquedos sexuais e sex shops certamente tem estado envolvido, na verdade oprimido, pela possibilidade de economizar dinheiro e não ter que ir fisicamente a um lugar onde muitos acham difícil entrar por motivos de vergonha, ou talvez para aqueles que vivem em pequenos cidades, impossíveis de ter acesso a esses produtos, exceto indo para uma cidade maior nas proximidades.

Porque as sex shops estão tomando conta

Buscar a “causa” do crescimento das lojas que oferecem produtos eróticos e precisamente relacionados à esfera sexual é simples: a facilidade de compra e o anonimato de fazer pedidos atrás de uma tela consegue quebrar muitas resistências, mesmo em pessoas que de outra forma seriam tímidas demais para ir a um local físico para comprar os mesmos produtos.

Além disso, a grande escolha de produtos dos sites online, auxiliada pela acirrada competição de preços, que tendem a ser cada vez mais baixos do que os locais físicos, é outro fator determinante para o crescimento do mercado vinculado às sex shops online. A possibilidade de encontrar muitos artigos úteis, juntamente com a possibilidade de poupar na hora do pagamento, são, sem dúvida, poderosos atratores de novos clientes que procuram um preço melhor.

Qual o maior público das sex shops online?

Se você pensar no cliente mais provável de produtos deste ramo, é fácil pensar em pessoas solteiras, com fetiches, talvez com orientações sexuais específicas ou outros estereótipos definidos que dizem respeito a quem procura os artigos de sex shop. 

Em vez disso, a partir de pesquisas de mercado, verifica-se que os casais são os alvos mais envolvidos no aumento das vendas, casais estáveis ​​que veem na compra de um objeto erótico, inclusive fantasias para dramatização ou roupas íntimas provocantes, o momento divertido e até romântico, para trazer algo novo para o relacionamento.

Em segundo lugar em termos de volume de vendas, estão as mulheres solteiras, que pesquisam com curiosidade nos sites e encontram ferramentas com as quais podem desfrutar de momentos íntimos mesmo na ausência de parceiros, mas obviamente não faltam artigos para uso exclusivamente masculino, um alvo que apesar das expectativas só ocupa o terceiro lugar como “cliente regular”.

Um mercado promissor

A tendência de crescimento não parece diminuir no curto prazo. Embora os pedidos “especiais” atendidos por alguns sex shops bem abastecidos ainda sejam vacilantes, a presença cada vez mais variada de objetos desenhados pelos mais diversos motivos acaba intrigando, mesmo que apenas para diversão, mesmo os alvos mais distantes do sex shop original. 

Assim se abre o mercado de brinquedos sexuais “customizados”, talvez inspirados em séries de TV ou personagens de ficção e, de repente, os sites de objetos eróticos também se tornam uma oportunidade de comprar enfeites de grife, talvez com referências à esfera sexual, mas com um toque de elegância ou ludicidade.

Um mercado, o dos objetos relacionados com o sexo, que não parece capaz de diminuir seu volume no curto prazo, mas que de fato parece terreno fértil para ideias corajosas e invenções inesperadas.

você pode gostar também